Guru गुरू: significado do termo

28 07 2011

Guru (em sânscrito  गुरू): gu significa “escuridão” ou “sombra” e ru significa “aquele que remove” ou “aquele que dispersa”. Guru é aquele que remove da escuridão e lhe coloca na luz, que remove o discípulo da avidya (ignorância) e traz o conhecimento (jñána), este é significado para guru. Guru é um professor, um profundo conhecedor de um determinado assunto ou ramo filosófico e o termo é usado nas culturas do hinduísmo, budismo e sikhismo.

O Guru tem a sabedoria para remover a ignorância espiritual do discípulo (chela) e essa plena sabedoria é fruto de uma longa caminhada pela busca na auto realização em Deus, somente assim um guru é apto a ensinar com coração aberto e não com o coração espelhado no seu ego mundano e conhecimentos intelectuais. O caminho para a auto realização ou iluminação é muito árduo, cheio de pedras e muitas vezes baseado na própria descrença. A crença nos conhecimentos e ensinamento de um Guru realizado torna o caminho mais leve (ou menos pesado). Um mestre espiritual que já realizou a experiência de passar pelos árduos caminhos terrenos sabe com perfeição como conduzir um chela ao caminho da realização. Muitas vezes a dúvida nos ensinamentos dos gurus é baseado nas próprias barreiras karmicas do sádhaka (praticante).

Compreender a realização de um Guru é compreender que este guru é na essência uma representação da uma figura divina, por isso que um mestre realizado ou iluminado transmite o conhecimento de maneira altruísta e devocional. Ele vê no aluno as dificuldades que o próprio aluno não consegue ver em si, a incapacidade de ver as próprias dificuldades reside no fato de estarmos submergidos no próprio oceano de ignorância.  Um guru é como alguém que conseguiu sair do fundo de um oceano e alcançou a superfície, vendo assim a realidade na sua totalidade, e não apenas a realidade que está ao redor dos olhos.

Um verdadeiro mestre não se intitula mestre, o próprio prána vital que irradia dele é capaz de quebrar as nossas barreiras egóicas e nos mostrar que sempre existe alguém mais evoluído do que nós. Quando estamos com o coração aberto em busca de um guru para nos guiar, o próprio destino faz com que esse guru chegue até nós. Basta projetarmos a intenção nos planos sutis que as informações retornam àqueles que projetaram as intenções. Basta baixarmos as guardas do nosso ego que o prána dos gurus chega até nós.

Um grande texto sobre a relação mestre-discípulo (Guru-Chela) é a Guru Gita (A canção do guia espiritual), texto na qual apresenta diálogos entre Shiva e Parvatí, onde Shiva explica à sua consorte o que é a relação entre Guru e Chela.

Sempre agradeço aos ensinamentos que venho recebendo pelo legado deixado pelos

Gurus Sri Swamiji Śivananda e Sri Swamiji Vishudevananda.

Om Bolo Sat Guru Sivananda Maharaj ki! Jai!

Om Bolo Swami Vishnu Devananda Maharaj ki! Jai!

Om Namah Shivaya – Daniel Nodari Mahadeva


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: